Entrevista a Aniyah. Antes e depois do "Fator X"

Hoje como convidada especial para uma entrevista exclusiva à Ultra FM, temos connosco a cantora Tânia Fernando mais conhecida como Aniyah.

Bem-vinda a esta entrevista pela Rádio Ultra FM, lembro-me de ti quando participaste no programa de talentos “Fator X”. Fala-nos um pouco acerca da experiência lá vivida, as emoções, antes e depois dos Pop4Roc, entre outros.

O programa “Fator X” marcou sem dúvida, uma das melhores fases da minha vida. Profissionalmente trouxe-me imenso trabalho. Posso dizer que nos dois anos seguintes não parei de trabalhar e trouxe-me apenas e só, coisas boas.

Deu-me um dos momentos da minha vida. Onde acho que na minha cabeça e coração fez sentido, o porquê de eu ter começado a cantar em primeiro lugar. A fase das cadeiras, quando cantámos “Show must go on” senti pela primeira vez na vida o cheiro do que é sentir-me “completa” em palco, estava ali a 100% de alma, corpo e coração! Foi um dos momentos da minha vida… Tudo correu como sonhámos! E foi a fase mais bonita do programa. Depois de um dia intenso a preparar marcações, harmonias, solo. Tudo encaixou melhor do que imaginámos. Foi… Mágico! Melhor que isso… Está gravado para a eternidade! Resultado, fomos ovacionados de pé pelo público que lá estava. E soube tão, mas tão bem! Ninguém nos rouba esse momento! É nosso vai viver para sempre!

Foi uma bênção para mim ter feito o percurso em grupo, rodeada de pessoas que continuam na minha vida e espero que continuem para sempre. Estou muito orgulhosa de mim e de nós. Passámos pelo programa sem uma única crítica negativa, num “jogo” onde os jurados tem a língua afiada e são conhecidos pela dureza dos seus comentários. Acredito que saímos do programa de forma um pouco precoce, mas sempre fomos tidos pela crítica e inclusive pelos nossos colegas como um dos melhores grupos do programa e isso vale muito! Não poderia ficar mais feliz com a Kika como vencedora, desta vez, acredito que se fez justiça e a vitória foi indiscutivelmente merecida! Estou feliz por ela e pelo seu novo trabalho! Merece muito! É uma pessoa incrível.

Estou também orgulhosa da minha/nossa Fani da Silva minha irmã de armas Pop4roc que lançou agora o seu primeiro trabalho “Dos Fracos Não Reza a História” que sem dúvida recomendo ouvir!

 

Apesar dos elementos dos Pop4Roc terem os seus projetos individuais, vocês ainda mantêm uma grande amizade e esporadicamente fazem participações em conjunto. O que vos levou a decidirem rumos separados nas vossas carreiras?

Somos amigos, seremos sempre. Mantenho contacto com todos eles. Pop4roc sempre foi uma combinação do charme do Blues do Bruno, com o espírito rockeiro da Fani, com o carácter fortemente musical do Arménio, com a minha alma Soul. Acredito que para mantermos o nosso caminho juntos, precisaríamos de um elo de ligação maior, comum, no caso foi o programa em si, para continuarmos, talvez um manager, uma proposta ou um investidor. Porque a realidade é que cada um de nós aspira coisas diferentes para si próprios, no entanto apoiamo-nos muito uns aos outros. E continuamos a fazer espetáculos juntos como Pop4roc sempre que eles surgem!

 

Há quanto tempo trabalhas na área musical como Aniyah?

Não muito. A minha carreira começou bastante tarde. Investi durante alguns anos na minha formação em canto e teatro musical. E licenciei-me em Educação básica.

Comecei como professora de canto a trabalhar em escolas privadas por volta de 2010 onde me mantive até 2012.

Ano em que resolvi largar tudo para aceitar a proposta tentadora de ir para o Brasil, assumir a frente da banda Caribbean Kings. Uma “Big Band” da cidade de Fortaleza, vencedora por 13 anos consecutivos do prémio de melhor banda do Estado do Ceará. Foi uma responsabilidade enorme, mas um desafio que adorei aceitar. Mantive-me lá por 1 ano, onde conquistei algum reconhecimento pelo meu trabalho, dei entrevistas para a TV Globo e Record, fiz uma “tour” pelas cidades do Nordeste do Brasil. E vivi na primeira pessoa a loucura de um Carnaval sentido em cima do palco. Cantei para milhares e milhares de pessoas nesse ano. Gente a perder de vista. Fiz mais num ano, muito, muito mais do que tinha feito até então a vida inteira como cantora! Hahahah. O mais importante de tudo. Cresci! Cresci muito!

 

Já tiveste outros projetos na área musical? Se sim, quais?

Bom à parte da Caribbean Kings. Quando voltei a Portugal voltei com a fome de ter aqui o mesmo reconhecimento que consegui no Brasil. Fiz parte de uma “girlsband” mal cheguei… 4eva.

Constituída pela Jeannette da Voz de Portugal, Pamela da Eurovisão e a Solange do Ídolos. Foi um projecto da editora Iplay, que me levou pela primeira vez às televisões portuguesas. A nossa estreia foi apadrinhada pela Sic. Que será sempre uma estação pela qual nutro um carinho especial.

Fiz bastante teatro musical, desde musicais de Fado, Infantis, Burlesque, Broadway Style. O meu super beijinho especial ao IIActo, companhia com a qual trabalho bastante.

Fiz bastantes trabalhos comerciais, que é o que faço mais, com empresas conceituadas, com as quais adoro trabalhar, desde Showpeople, Legacy a PMP… entre outras.

Trabalhei com o David Carreira por 1 ano e meio. Esta experiência foi importante, porque o David pôs-me a cantar rap e mais novo para mim: a dançar. E desde então, decidi investir um pouco mais nesta área do “movimento” na minha vida. E tem me sido uma ferramenta muito útil. Acredito que se continuar assim, daqui por um ou dois anos, poderei chamar sem vergonha, ao que faço “dançar”. Hahahah

À parte disso sempre escrevi e escrevo para mim e outros artistas, tenho vários trabalhos editados com Djs. E letras e composições minhas em álbuns de vários cantores africanos e portugueses.

Tive em Maio de 2015 a alegria de sermos a segunda faixa mais vendida do itunes com o Dj Diphill, na compilação da RFM SOMNII com o tema “Under Your Spell”.

 

Conta-nos uma experiência boa e menos boa na tua carreira musical.

Infelizmente, existem imensas experiências menos boas. Não gosto muito de me focar nessa parte, mas… Bom por três vezes fui levada por managers “fazedores de estrelas” a acreditar que iriam fazer o meu álbum e despoletar o sucesso da minha carreira e acabei sendo roubada, ludibriada e enganada.

Para contrabalançar, experiências boas também existem muitas. Sou uma pessoa feliz por natureza. Posso dizer que só faço trabalhos que realmente quero fazer. Faço o que amo e amo o que faço. É um privilégio poder fazer o que se gosta e ainda ser paga por isso. Todos os momentos em que dou o meu tudo e oiço o aplauso do público no final são excelentes momentos.

 

Já tiveste participações com outros grupos, em eventos e locais diferentes e até com dj’s. Que projetos tens definidos para o futuro, que nos possas contar?

Não quero adiantar muita coisa. Mas tenho a promessa de um álbum a fervilhar dentro de mim. Noutro dia pus-me a pensar em todos os sonhos que tinha em criança e percebi que grande parte deles, já os realizei. Falta o bem dito álbum.

 

Quais as tuas ambições para o futuro?

Desde pequena que me lembro de ter três sonhos Maiores: ser cantora, ter uma fundação infantil e ser mãe. Toda a minha vida foi projetada em função destas 3 metas. Continuam a ser as mesmas e exatamente por esta ordem.

 

Estamos agradecidos pela tua participação nesta entrevista, desejamos-te votos de sucesso para o futuro.

 

Obrigada eu e até sempre!

 

Quer conhecer mais e acompanhar o trabalho desta artista?

Visite o facebook: www.facebook.com/anniaofficial anniaofficial

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

Outras Informações

Requalificação urbana é prioridade da câ…

A Câmara de Alenquer vai avançar em 2018 com projetos de requalificação urbana nas vilas de Alenquer e do Carregado, a prioridade do orçamento municipal para o próximo ano, disse...

28-11-2017 Hits:41 Noticias Regionais

Read more

GNR - Operação "Campo Seguro" …

A Guarda Nacional Republicana tem a decorrer até 31 de janeiro de 2018, em todo o território nacional, a segunda fase da operação “Campo Seguro”.

03-11-2017 Hits:86 Notícias Nacionais

Read more

Famel quer voltar à estrada com tecnolog…

A mítica marca de motos portuguesa Famel quer voltar com "as duas rodas à estrada", depois da falência no final dos anos 90, mas agora com a "tecnologia do futuro...

03-11-2017 Hits:89 Notícias Nacionais

Read more

Festival de Curtas-Metragens de Évora ab…

Um total de 21 filmes de animação, ficção ou documentário vai estar em competição na 14.ª edição do Festival Internacional de Curtas-Metragens de Évora (FIKE), que começa hoje e decorre...

03-11-2017 Hits:68 Noticias do Cinema

Read more

A água de Vila Franca de Xira é boa e re…

Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS) de Vila Franca de Xira foram distinguidos pela segunda vez com o “Selo de Qualidade Exemplar de Água para consumo humano”, por...

31-10-2017 Hits:80 Noticias Regionais

Read more

Homenagem a Carlos Paião reúne 600 músic…

O cantor Carlos Paião (1957-1988) celebraria, na quarta-feira, 60 anos e esse aniversário vai celebrar-se em Ílhavo, terra natal do músico, com a primeira edição de um evento anual dedicado...

31-10-2017 Hits:70 Noticias Da Música

Read more

O site da Ultra FM usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Mais informação aqui.