Verdes defendem isenção de taxas moderadoras para vítimas de legionella em Vila Franca de Xira

O partido ecologista "Os Verdes" (PEV) informou hoje que entregou no parlamento uma recomendação para que o Governo isente do pagamento de taxas moderadoras as vítimas do surto de ‘legionella’, ocorrido no concelho de Vila Franca de Xira.

Em novembro de 2014, o concelho de Vila Franca de Xira, no distrito de Lisboa, foi afetado por um surto de 'legionella' que afetou sobretudo as freguesias de Vialonga, Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa, causando 12 mortes e infetando 375 pessoas.

Em comunicado, “os Verdes” defendem que, “no mínimo dos mínimos”, o Governo “deve assegurar que as vítimas de ‘legionella’ não suportem “os encargos com os cuidados de saúde que decorrem da necessidade de acompanhamento da doença”.

“Para o PEV trata-se de minimizar, de alguma forma, as consequências bastante negativas que abrangeram tantos vilafranquenses”, explicam.

O surto, o terceiro com mais casos em todo o mundo, teve início a 07 de novembro de 2014 e foi controlado em duas semanas. Na altura, o então ministro da Saúde, Paulo Macedo, realçou a resposta dos hospitais, que "trataram mais de 300 pneumonias".

A doença do legionário, provocada pela bactéria 'legionella pneumophila', contrai-se por inalação de gotículas de vapor de água contaminada (aerossóis) de dimensões tão pequenas que transportam a bactéria para os pulmões, depositando-a nos alvéolos pulmonares.

Fonte:PEV e Lusa

Last modified onquarta-feira, 05 julho 2017 19:35

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

O site da Ultra FM usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Mais informação aqui.